segunda-feira, 14 de Junho de 2010

A ESCOLA DE PALO ALTO

Limitações da Teoria Matemática da Informação
A teoria matemática da informação é entendida como um processo linear e sequencial. Concebida a partir de campos técnicos (matemáticas, física e engenharia de telecomunicações). Ignora o facto de a comunicação ser efectuada por indivíduos
-> Os campos técnicos a que se refere seriam sobretudo o armazenamento
Nos anos 40, um grupo de pesquisadores oriundos de diversas áreas do saber - antropologia, matemática, sociologia, linguística, psiquiatria e outros - decidem tomar um rumo contrário ao da teoria matemática, criando como alternativa uma teoria da comunicação de base pragmática.
Eles não trabalhavam a comunicação reduzindo-a a duas ou mais variáveis do ponto de vista linear. Ela era analisada através das ciências humanas, considerando os níveis de complexidade e de contextos múltiplos. Eles passam a trabalhar com o modelo circular proposto por Nobert Weiner, criador do campo de estudo da cibernética. Sob essa visão, a informação deve poder circular e a sociedade da informação só pode existir sob a condição de troca sem barreiras. O receptor passa a ter um papel tão importante quanto o emissor das mensagens.
Os pesquisadores da Escola de Palo Alto usam a metáfora de uma orquestra para entender a comunicação, ou seja, um processo de canais múltiplos em que o autor social participa a todo momento a partir dos seus gestos, sua visão e até do seu silêncio, na qualidade de um indivíduo
participante de uma certa cultura, assim como um músico é parte integrante de uma orquestra.
Escola de Palo Alto
- Anos 50 : Gregory Bateson e Paul Watzlawick aplicam a teoria cibernética à interacção animal e humana e estudam um modelo circular retroactivo da comunicação;
- 1959 : Fundam o Mental Research Institute de Palo Alto (Califórnia)
A Escola interessou-se pela problemática da comunicação e pelas suas aplicações à patologia mental.
Parte-se de “algumas propriedades simples da comunicação que têm implicações interpessoais fundamentais”.
A pragmática da comunicação humana compreende-se com as suas patologias e perturbações, pelo que é passível de ser aplicada como teoria terapêutica.
->Ideia de cura pela fala – Psicanálise
Palo Alto : princípios fundamentais
- A comunicação é um fenómenos de interacção;
- Todo o comportamento social tem um valor comunicativo;
- A comunicação é determinada pelo contexto em que se inscreve;
- Toda a mensagem comporta dois níveis de significação;
- A relação entre interlocutores estrutura-se segundo dois grandes modelos relacionais (simétrico/complementar)
TEORIA DE GESFALT
O termo Gesfalt alude ao facto de fenómenos ou formas não poderem ser descritos como a soma de fenómenos menores e independentes, mas como uma totalidade ou estrutura.
- A Escola de Palo Alto toma da Teoria de Gesfalt a premissa de que os seres humanos percebem o mundo que nos rodeia e a comunicação de forma ordenada – em formas.
- Primeiros psicólogos de Gesfalt formularam leis relacionadas com a organização dos campos visuais:
- Proximidade : Os elementos visuais que estão perto uns dos outros unem-se e são facilmente vistos como uma figura. Os objectos mais próximos entre si são percebidos como grupos.
- Semelhança: Objectos similares em forma ou tamanho ou cor são facilmente interpretados como um grupo.
- Continuidade: Uma vez formado um padrão, é provável que ele se mantenha. Os nossos olhos tendem a seguir uma linha na orientação que ela apresenta. Orientação ou inclinação é um dos principais factores de semelhança.
- Fechamento: O cérebro adiciona componentes que faltam para interpretar uma figura parcial como um todo. Possuímos a tendência inata para perceber múltiplos elementos como um grupo ou totalidade.
- Equilíbrio: O equilíbrio é um princípio que afirma que as figuras tendem a assumir a sua forma mais regular. O cérebro espera que os objectos escondidos se pareçam com os não-tapados.
- Assimilação: Experiências passadas criam impressões com significado
Influências : Teoria Geral dos Sistemas
- O sistema, como conjunto de elementos inter-relacionados, encontra-se em equilíbrio. Se algum dos seus elementos ou das suas relações se modifica, o equilíbrio modifica-se (peças no xadrez).
- Cada movimento – diacronia – que se produz na passagem do tempo origina uma nova sincronia, um novo equilíbrio. Em oposição aos princípios de análise atomistas baseados em elementos e comportamentos isolados, na concepção sistémica presta-se atenção à ideia de totalidade;
Explicar os processos de comunicação a partir de uma lógica circular subjacente ao fluxo contínuo da comunicação (retro-alimentação).
A psicanálise : inconsciente
- Desde que nasce, o indivíduo recebe todo o tipo de pressões que se destinam a moldá-lo a esses padrões sociais. O sujeito tem que reprimir os seus próprios impulsos.
- Os impulsos reprimidos encontram-se detrás dos lapsus linguae,os equivocos ou os sonhos.
- Quando a censura e a repressão são muito fortes, o sujeito pode sofrer de neurose.
- A psicanálise consiste em trtar esses sintomas,pondo-os a descoberto e tornando-os conscientes.
A Freud importa quando:
- Se diz uma palavra em vez de outra;
- Se escreve algo diferente do que se quer escrever;
- Se lê algo diferente do que está escrito;
- Se ouve algo diferente do que foi dito.
- Uma grande parte do fluxo comunicativo é de natureza inconsciente
- Parte dessa experiência do sujeito que se acumula no inconsciente inflitra-se e aparece como elementos comunicativos não controlados voluntariamente.
- Na comunicação nada é fortuito. Todos os factos e as palavras têm significação
- As mensagens contêm uma grande quantidade de material inconsciente.

Sem comentários:

Enviar um comentário